segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

"Feliz Ano Velho"

Hum... Passou 2007 e o mundo não acabou! hehe!

Não foi o "melhor ano da minha vida", mas posso considerar que foi o ano velho mais novo que já tive! Me senti mais eu sabe? Tantas e tantas novidades que hoje eu tenho certeza que eram as peças que faltavam no quebra-cabeças da minha vida. Pessoas entraram (muitas), saíram (foi preciso =/ ), aprendi coisas novas, ouvi coisas novas e hoje posso garantir que não vivo mais sem escutá-las, saí mais, bebi menos (minha gastrite ¬¬), amei menos, encalhei, desencalhei e encalhei de novo e o melhor: Descobri que existe uma outra eu nesse mundo;o que me deixou feliz e assustada! (Flávia)

Conheci Lu, Victor, Carina, os formidáveis em todos os sentidos, Pablão e Luzia, Ré-conheci Carol e mais alguns outros que me fizeram minha felicidade esse ano e que já conhecia.

Vale lembrar também que foi o ano em que mais conquistei metas auto-estabelecidas! (eu faço uma relação com 20 metas todo ano) Entre elas estavam Ir à ilha, no carnaval, trabalhar (etá, valeu né?) Esquecer o "outro". Só não fui muito bem nos pedidos de sempre: Arranjar um namorado, começar a estudar e aprender a nadar. Nunca consigo essas! HUmpf!

É claro que foi muito bom estar entre os meus irmãos e minha mãe, voltei a falar c meu pai (não sei se isso é tão bom não... =P)

Enfim, 2007 foi incrível e marcou igual como marca o boi!
Marcelão, decsulpa aê roubar o teu título tá?! Mas é por que onão tinha outra frase que encaixasse tão perfeitamente (lá ele!)

Ps: Quase não tive contato com Amanda e Laila esse ano, mas tá valendo. Continuo as amando de mesmo jeito.

Seja Bem Vindo Seu 2008!


Ah! o vídeo da noite!


video

domingo, 30 de dezembro de 2007

“Papai Noel, você Rói unha?!”

Que Natal mais maluco!

Uma mistura incrível de felicidade com comédia que vai ficar pra História. Não só por esses fatos, mas também por que foi o primeiro Natal com a Gorda, com Carol, e na presença ilustríssima do meu irmão Léo (Lago).
Tá, no primeiro momento eu pensei mesmo que ia ser uma bosta.Chegamos aqui 8 horas da noite! Com um medo da porra porque o busú veio com todas as luzes apagadas (o medo do assalto ^^)

Quando a gente chega aqui, Mainha nem estava em casa e eu fui direto pra casa da Gorda.
Lá tinha árvore de Natal e na minha casa não...
Aí demos um milhão de risadas lá com as tentativas de Ana de tirar o queijo da cuia e com Seu Tena e nossas fotos (ele é fotogênico!)

Finalmente, fomos pra rua. Encontramos o povo todo lá! Inclusive Léo, Gabi e Jairo né? A baixaria tava armada mesmo! Perguntei mais uma vez A Jairo onde é que ficava esse Tal de Paulão (passamos duas horas atrás desse bar do Paulão ¬¬)
Tiramos as fotos mais idiotas do mundo, com a ajuda mais que necessária de Mauro; Elas não seriam as mesmas sem ele.

Acabei encontrando César (minha paixãozinha da 8ª série!). Ele tá muito lindo com aquele cabelo.
Estavam também participando da “Fusaca” :Leiloca, Zão, Ellen, e uma Lôra lá amiga de Leiloca.

Lá pelas tantas, resolvemos ir pra casa. Isso no dia 24 viu? (que já era 25)Mortas, moídas e felizes, muito!

No dia seguinte? Rai ai! Brincamos de Patins de tarde no pistão da casa da Gorda. Eu nem brinquei direito, tenho “veiculofobia”.
À noite...
Rua de novo! Dessa vez mais poderosas de gente! Lili (a minha irmã), Dino,Luzia e Pablo foram minhas comédias do Natal! Sem contar com a louca que estava no trio dançando o “Rala-a-tcheca-no-chão” enganchada num ferro. É mole? (é nadaaaaaaa!)

Terminou assim gente.Se tiramos fotos? Que pergunta mais boba! Tá lá no orkut, pra quem quiser ver!

Divirtam-se, pq eu me diverti demais com cada pedacinho desses dias.

Ah! E quanto a pergunta do título? "Rôu, Rôu, Rôu"
=P

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

“Veja você, onde é que o barco foi desaguar...”


Ontem, no dia do aniversário dela, o primeiro em que nós somos amigas, é o dia que eu decidi falar sobre ela aqui no blog (que original né? ¬¬).

Sim, pra começar é bom deixar esclarecido para os desavisados que eu simplesmente a odiava (juro que não sei o porquê até hoje) e que nunca, nunquinha mesmo imaginava que iria ter essa ligação que tenho com ela atualmente.
Posso dizer que ela mudou minha vidinha? Com toda certeza do mundo! Primeiro o meu conceito sobre a própria, depois ter me apresentando a banda que mais fala de mim e do meu mundo para todo sempre [amém!]: Los Hermanos! Fazendo assim uma nova maneira de ver a música em mim. Em seguida foi a nossa descoberta de que somos gêmeas na “arte de ser otária” e de tantas outras milhões de coisas que até a gente se assusta quando comenta.Logo depois foram as nossas “Expedições”;todas devidamente fotografadas e
resenhadas por dias a fio, e por fim a nossa extrema e por que não assustadora amizade de menos de um ano que mais parece de uma vida inteira.

Atualmente, nossa amizade se resume num todo: Todo-dia-se-vê, Todo-dia-falamos-as-mesmas-coisas, Todo-lugar-juntas, Todo-carnaval-tem-seu-fim (Opa! Esse aí não!). E sem contar, que, em quase um ano amigas, nunca brigamos né? Só agüentando seus milhões e milhões de pitís e ciúmes que em menos de 24h se dissipa. [volátil feito a acetona...]

Ah! Agora já chega que ela vai ficar insuportável quando ler isso. Só vou terminar com um trechinho de uma carta que ela fez pra mim no dia 15 de abril de 2007, logo depois de um fato infeliz que acabou sendo marco da nossa amizade:

“Sou sua mais nova amiga multifuncional! (...) Vamos conseguir superar isso juntas e depois vamos rir de tudo!
Viva a sua depressão de hoje e depois tente pensar em coisas boas, como diamante negro e coisas parecidas!
EU TE AMO! Você quer mais o que hein?”

(Flávia Ataíde, em 15/04/2007)

Faço minhas as suas palavras, para sempre! (ou enquanto durar o estoque! Rsrs)

Acho que o título descreve sinteticamente o que é a nossa amizade.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Frejat em desenho?

Está aí um cara que eu gosto! Suas músicas, todas lindas e que mostram de forma simples o “amor dos homens”. Já conheço há um bom tempo também e, como ele sempre vem renovando, eu acabo buscando mais coisas dele e gostando mais ainda. Como foi o caso de “Túnel do tempo”, sua música de sucesso mais recente.



Além de ela ser perfeita, ele fez um videoclipe em desenho animado dele mesmo! Já tinha visto o primeiro nessa linhagem, que foi o clipe “Segredos”, onde ele arrancou o prêmio de melhor clipe pop em 2002, o prêmio Multishow em 2003 e foi indicado ao Grammy Latino como melhor clipe em 2003. Esse sucesso todo deve ao fato dos clipes serem historinhas vividas pelo próprio Frejat em desenho animado (como a Mega Liga de VJs sabe?).


Mas, como eu ia dizendo... O “Túnel do tempo” é muito lindo! Eu assisti na TV Xuxa e adorei! Aposto que as crianças também, por que fala do amor de um homem pelo seu cachorrinho que ele achou que tinha o abandonado, enquanto o bichinho estava à sua procura.
Resolvi colocar aqui na Janelinha pra vocês darem uma olhada os dois clipes, na ordem da minha preferência. (Me achei agora!)




[Túnel do tempo]








[Segredos]