segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Essa tal de defensiva...

Eu postei esse texto em novembro, mas achei que ele devia ser "ré-postado" por motivos mais que óbvios.



Eu não sei se isso é uma impresão minha (ou da impressora?) mas, sempre que nos decepcionamos com alguém , a convivência com o resto do mundo acaba se tornando mais difícil. É aquela coisa: Você conhece uma pessoa, se deslumbra e, por alguns instantes acha que é a melhor pessoa do mundo(sim, por que todo mundo uma vez na vida, acha que já conheceu "A Pessoa").



E aí, depois de você ter feito todas as propagandas possíveis sobre ela, descobre-se que "nem era bem assim". Aí, qual é a primeira coisa que se pensa? -Não vou mais confiar em ninguém! - E, mesmo que se tente lutar contra isso, não tem jeito: Nunca mais vai ser a mesma coisa. E quem vem atrás é que sobra né? (lá ele!) mesmo sabendo que ninguém tem culpa da "overdose de encanto" que você teve, mas elas acabam sendo vítimas de uma situação que nem você mesmo controla e sabe explicar.



Então, a pergunta é: Quem inventou a defensiva? Por que resolvemos segui-la se todas as pessoas são diferentes e se nunca se sabe de quem vai gostar?

O que eu sei é que isso já é um fator dominante em mim. Tenho medo de gostar e um pânico terrível de desgostar, que é a pior parte do gostar. Mas sei que isso é um fator importante na minha evolução e nos meus conhecimentos afetivos. Por isso, se eu encontrasse hoje o cara que inventou a defensiva eu diria a ele que todo seu trabalho foi inútil; A gente ainda continua se deixando levar.

10 comentários:

Flávia disse...

Zé Bf!

laila cabral disse...

Quem deu ordem para vc colocar minha historia assim na internet?
=P

Acabei saindo, por isso n voltei mais para net.

Te amo amiga, bjão!

Amanda disse...

Nuss!! Minha amiga é uma poetiza nata mesmo! Muito bem Lou! Amei seu blogg e pcpalmente essa parte aqui ó:


"Por isso, se eu encontrasse hoje o cara que inventou a defensiva eu diria a ele que todo seu trabalho foi inútil; A gente ainda continua se deixando levar."

Te amo nega véa!:)

Ping disse...

por que será esse post? Tomara que não seja pelo que eu estou pensando... bjos

Cleitinho disse...

"Tenho medo de gostar e um pânico terrível de desgostar, que é a pior parte do gostar.."

Perfeitooooooo ..^^

Parabéns Louise ..

FláviAtaíde disse...

Otária

lilian Cardeal disse...

hum...

realmente somos mt bestas mesmo,apesar de tudo AMAMOS!

heheheeh...

bju

Te amo (L)

:p

Dani disse...

Quem foi mesmo que inventou isso, hein?? rsrs

Mas acho que a pior parte é, de fato, o desgostar. Eita coisa que dá trabalho!

O gostar não... quando viu já aconteceu.

bjos

Seus textos são sempre mt bons!

Danilo Ozzy disse...

Esplêndida como sempre mãe !

jamile disse...

Muito sensato Louise. O que seria da vida se não nos encantássemos pelas pessoas??E se tudo acaba não tem problema: já está mais que provado que ninguém morre. Então, vamos viver intensamente!!!!